Implante Coclear – Os desafios e as consequências que ninguém contou

O Implante Coclear é uma cirurgia e um recurso tecnológico utilizado na reabilitação de pessoas surdas.

Portanto, é um procedimento indicado após criteriosa avaliação médica especializada.

Leias esse artigo até o final, nele iremos orientar pessoas interessadas no assunto e que querem mais informações do implante.

Pois vamos esclarecer os procedimentos para a realização do mesmo.

Além disso, explicaremos detalhadamente como é o aparelho, a cirurgia e o que esperar após o implante.

Sabemos que é muito importante a total compreensão pelos pacientes e seus familiares.

Sendo um aparelho de altíssima tecnologia eletrônica aliada a medicina moderna, construíram um moderno dispositivo eletrônico.

Consequentemente, destinado a habilitação ou reabilitação da audição, ele revolucionou a intervenção na deficiência auditiva, ajudando milhares de pessoas.

Aparelho Implante Coclear
Aparelho de Implante Coclear

 

O aparelho é colocado através de cirurgia e o Implante Coclear tem chamado muito a atenção de indivíduos surdos e seus familiares.

Na busca de informações fáceis de entender, deparam-se muitas vezes com dados técnicos e informações que tendem a distorcer a realidade.

Por isso, o Implante Coclear ou ouvido biônico como é popularmente conhecido, é um dispositivo desenvolvido para quem têm perda auditiva muito grave.

Portanto, o aparelho foi concebido para permitir que essas pessoas passem a ouvir.

Além disso, ele tem esse nome porque no procedimento cirúrgico é feita a inserção de eletrodos na cóclea, que é o nosso órgão da audição.

O mais importante, é que esse dispositivo reabilita com muito sucesso a surdez.

Por conseguinte, o princípio de funcionamento é a estimulação elétrica do nervo auditivo.

Como funciona a audição

O ouvido que tem o funcionamento normal, capta o som, transforma-o em impulsos nervosos, os transmitem ao nervo auditivo.

Depois, os levam até o cérebro, onde o som é percebido, reconhecido e interpretado.

Além disso, na surdez, o ouvido é incapaz de transformar o som em impulsos nervosos.

Logo, na maioria das vezes, o nervo auditivo é perfeito, bastando apenas estimulá-lo.

Estrutura do ouvido
Estrutura do ouvido

 

É aí que o Implante Coclear entra, permitindo transformar o som em impulsos elétricos.

Logo, esse aparelho nada mais é do que uma prótese eletrônica que ativa a audição.

Assim como você vai ao dentista para recuperar um dente.

Ao oftalmologista para voltar a enxergar bem novamente usando  óculos ou lentes.

Você poderá ir ao otorrinolaringologista para fazer o Implante Coclear.

Como funciona o Implante Coclear

O implante coclear é um dispositivo implantado por meio de uma cirurgia e é um conjunto de dois sistemas principais.

O dispositivo interno

O dispositivo interno é implantado na região atrás da orelha por baixo da pele e possui um feixe de eletrodos.

Portanto, esse eletrodos são inseridos no lado inferior da cóclea, pelo médico, durante a cirurgia.

Criança com o Implante Coclear
Criança com o Implante Coclear

 

Ele é chamado de interno, pois é inserido sob o couro cabeludo e o fio de eletrodos é introduzido no ouvido, numa estrutura chamada cóclea.

São os elétrodos que irão estimular eletricamente o nervo coclear.

Dessa forma, a antena fica acoplada à unidade interna através de um ímã.

A unidade interna ao receber os sinais da unidade externa, irá ativar os eletrodos situados no interior da cóclea.

Assim, o implante coclear nada mais é, do que uma prótese eletrônica em substituição ao ouvido.

Que irá converter o som em um estímulo nervoso auditivo para o cérebro.

Vale lembrar que os aparelhos do Implante Coclear não são aparelhos auditivos convencionais.

Esses tipos de aparelhos servem para aumentar o “volume” do som para um ouvido ruim que ainda funciona.

Deste modo é importante notar que o Implante Coclear tem somente parte do equipamento implantada dentro do corpo.

O dispositivo externo

A parte externa é relativamente grande e bem visível ao ser usada.

Ela tem um processador de fala, que processa os sons.

Uma antena, que envia os sinais para o componente interno.

E um microfone que capta os sons externos.

Ela pode ser desligada e retirada a qualquer momento pelo usuário, assim o implante coclear não é um aparelho invisível, como muitos pensam.

Já o dispositivo externo é diferente do módulo interno, que só poderá ser retirado através de outra cirurgia.

O módulo externo fica bem aparente e é parecido com um aparelho auditivo.

Ele fica na orelha acoplado a um imã e grudado na cabeça.

Estrutura do ouvido com o Implante Coclear
Estrutura do ouvido com o Implante Coclear

 

Assim, os sons são captados por um microfone localizado na parte externa.

E depois é transformado em sinais elétricos no processador de fala e estes são transmitidos pela antena à unidade interna.

Como o nervo auditivo nasce na cóclea, o estímulo elétrico do aparelho é transmitido ao cérebro.

Assim é  provocada a sensação auditiva, ou seja, fazendo a pessoa ouvir.

Quem pode se beneficiar do Implante Coclear

O Implante Coclear é indicado para pessoas com grau severo de surdez.

São pessoas que não conseguiram um resultado satisfatório ou nenhum resultado com o uso do aparelho auditivo comum.

A partir de um ano de idade já é possível fazer o implante coclear em crianças que foram diagnosticadas com a surdez.

A surdez é diagnosticada adequadamente através de exames e avaliações de médicos especialistas.

É nesse processo que concluiu-se ou não, se ela não irá desenvolver adequadamente a fala, já que não pode falar o que não se ouve, não é mesmo?

Não deixe de ver a segunda parte dessa matéria: Implante Coclear – A ativação do aparelho e os resultados esperados

 

O que você achou dessa matéria?
- Avaliações: 0 - Média geral: 0

Conte pra nós o que achou dessa matéria e Compartilhe nas suas redes sociais, pois como você, muita gente também quer saber sobre o Implante Coclear.

Assine AGORA a nossa lista e fique por dentro das novidades.
Te avisaremos sempre que tiver algo novo.

Enviar
Somos contra o SPAM, não compartilhamos seu e-mail.
O que você achou dessa matéria?
- Avaliações: 0 - Média geral: 0
Compartilhe essa matéria:

Você também vai gostar

Sobre o Autor: Nossa Opinião

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Gostou? 
Assine nossa lista AGORA!
Te avisaremos sempre que tiver algo novo.

Inscrever-me AGORA
Somos contra o SPAM, não compartilhamos seu e-mail.
close-link
Assine AGORA a nossa lista e fique por dentro das novidades.
Te avisaremos sempre que tiver algo novo.

Enviar
Somos contra o SPAM, não compartilhamos seu e-mail.
close-link

Fique ligado!

Seja um dos primeiros a saber sobre novas postagens.
Inscreva-se na nossa lista.
Inscrever-se agora!
Somos contra o Spam, não compartilhamos seus dados..
close-link
Enviar